04/07/2016

Num sopro de vento

Os franceses costumam usar o termo girouette para fazer referência à vida política no país. Amanhecem de esquerda, no almoço já são de direita, pouco antes de dormir voltam a inclinar-se para a esquerda e assim vai. Faire la girouette (literalmente, bancar o cata-vento) é mudar de opinião muito rápido.
Eu, que sou a teimosia em pessoa, tenho dificuldades em mudar de opinião, e para me convencer de algo é melhor ter argumentos sólidos. No entanto, aquela deprê do último post (aka de ontem) acabou diminuindo por motivos de : enxerguei algumas oportunidades que morar na periferia de Paris oferece.  
A primeira delas é nada mais, nada menos que assistir a um show do Criolo, Tulipa Ruiz y otras cositas mas por uns 6€. Venha a mim vida cultural ~ainda mais~ rica!
Também estou tentando me empolgar com a perspectiva de muitas novidades. (material escolar é uma delas). Nova casa, nova cidade, novos alunos, novos colegas de trabalho. Não pode ser tão terrível não é mesmo. Beeep! Falso. Sou do tipo super prafrentex mas a realidade é que não gosto de mudanças, ainda menos quando não foram decididas por mim.

Mas gente... Criolo né... estou tentando me consolar.




No jukebox : Geraldo Azevedo.
Confort music...